27/05/2020 Distrito de Humaitá recebe novo sistema de abastecimento de água

Postado por: Leonardo

Os moradores do distrito de Humaitá já estão recebendo os benefícios do novo sistema de abastecimento implantado pela Companhia de Saneamento Municipal (Cesama). A obra teve início em janeiro de 2019 e representa investimento de R$ 700 mil, abrangendo quatro mil metros de redes de recalque e distribuição, além de conjunto motobomba e reservatório com capacidade para 50 mil litros.

Segundo o prefeito Antônio Almas, “estes benefícios implantados pela Prefeitura de Juiz de Fora, através da Cesama, em Humaitá, demonstram o respeito que temos pela população de todos os distritos da cidade. Com esse trabalho, estamos oferecendo um pouco mais de conforto e dignidade a todos os moradores destas regiões. Outras localidades na área rural estarão brevemente sendo atendidas em relação a estas mesmas necessidades. Essa é a nossa obrigação. Mesmo enfrentando grandes dificuldades neste momento, reconhecemos a necessidade da implantação desse novo sistema de abastecimento de água para todos os moradores do distrito, e assim concretizamos uma antiga aspiração destas pessoas”.

O diretor de Desenvolvimento e Expansão da Cesama, Marcelo Mello do Amaral, explicou que, “até então, a água no distrito era retirada do açude e distribuída às residências, através de caixa d’água, além de utilizar três minas próximas. Agora, os cerca de 260 imóveis locais poderão contar com água de qualidade, submetida aos devidos padrões de potabilidade”.

Para os próximos anos estão previstas ações semelhantes no distrito de Monte Verde e em Chapéu d´Uvas, além de melhorias em Valadares, Paula Lima e Dias Tavares, regiões que não têm condições técnicas de conexão com o sistema de abastecimento principal de Juiz de Fora. “Estamos concluindo também o novo sistema de abastecimento de Penido, totalizando investimento de R$ 640 mil. Em breve, o distrito contará com três mil metros de redes, reservatório de 15 mil litros e estação elevatória”, detalhou o diretor.

O vice-presidente da Associação Pró-Melhoramentos de Humaitá, Paulo Ricardo de Aquino, lembra que o distrito existe há 140 anos e que, nas últimas cinco décadas, começou a enfrentar problemas de abastecimento. “Passamos a ter cerca de mil habitantes, o que estava muito acima da capacidade das nossas minas. Além da falta d'água, nos períodos chuvosos, era comum a água ficar barrenta. Agora, consumindo a água da Cesama, temos acesso a um produto de qualidade”, avaliou.

transparência