Atribuições e números

A Cesama tem como principais atribuições planejar e executar os sistemas de água e esgoto de Juiz de Fora (MG). Atualmente, a companhia fornece água para a quase totalidade da população de Juiz de Fora (95%), que possui mais de 568 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE. A coleta de esgoto também atende a uma grande maioria da população (94%).

Garantir a saúde e uma melhor qualidade de vida a um número cada vez maior de pessoas são preceitos básicos da Cesama. Desenvolver ações que contribuam para a preservação do meio ambiente, em especial dos recursos hídricos disponíveis no município, é outro objetivo que a Cesama vem perseguindo, com prioridade para a despoluição do rio Paraibuna.

 

Distribuição de água

Para atender a população urbana de Juiz de Fora, a Cesama conta com quatro mananciais: represas de Chapéu d’Uvas, Doutor João Penido, São Pedro e Ribeirão do Espírito Santo.

Os sistemas de abastecimento são compostos por três Estações de Tratamento de Água (ETAs), grandes adutoras, reservatórios de pequeno, médio e grande portes, subadutoras, redes troncos e redes de distribuição propriamente ditas, além das ETAs compactas (Torreões, Valadares e Sarandira) e os poços artesianos, a capacidade de produção de água está estimada em aproximadamente 1.563 litros por segundo.

De forma a garantir o abastecimento de água nas partes altas da cidade, a Cesama mantém em funcionamento estações elevatórias espalhadas em diversos bairros.

 

Principais unidades operacionais

. Adutoras

- Chapéu d’Uvas: 17,5 km de extensão
- Dr. João Penido Filho: 9,7 km de extensão
- Menelick de Carvalho: 9.7 km de extensão
- Terceira Adutora: 13,5 km de extensão

. Número de reservatórios: 109

. Capacidade de Reservação (total): 54.031 m³

. Elevatórias de água: 193

. Elevatórias de esgoto: 7

Controle de qualidade

A Cesama possui três Estações de Tratamento de Água (ETA): ETA Marechal Castelo Branco (Represas João Penido e Chapéu d'Uvas), ETA Walfrido Machado Mendonça (CDI) (Ribeirão Espírito Santo e Represa Chapéu d'Uvas), ETA São Pedro (Represa São Pedro).

Além do tratamento convencional, que segue os padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde (Portaria nº 2914/2011 e Portaria de Consolidação nº 5 - SUS/2017) e pela Organização Mundial da Saúde, a água fornecida à população de Juiz de Fora é fluoretada.

Antes de ser distribuída, a água passa por análises físico-química e bacteriológica, realizadas no Laboratório da Cesama, que funciona na rua Tupi, nº 260, Bairro Centenário. Cada ETA também possui laboratórios próprios para acompanhamento em tempo real da qualidade da água que sai da unidade.

Com o objetivo de melhorar ainda mais a qualidade da água servida à população, a Cesama está desenvolvendo um sistema automatizado de dosagem de produtos químicos e análise da água. Através de computadores, será possível saber com exatidão a quantidade necessária de produtos químicos a serem utilizados no tratamento. Estes equipamentos também registrarão os índices de PH e turbidez da água.

Além de garantir um controle mais preciso da qualidade da água, outra vantagem deste sistema será a redução no custo do tratamento, uma vez que não haverá desperdício de produtos químicos. É pretensão da Cesama adotá-lo nas ETAs da cidade.

Cesama em números

Índice de atendimento total à população Água tratada: 95%   Coleta de esgoto: 94%
Número de ligações 152.342 ligações de água e 149.563 ligações de esgoto
Volume de água consumido (micromedido) 2.627.597 m³ médio/mensal
Volume de água macromedido/produzido 4.049.417 m³ médio/mensal
Economias - Água 261.857 unidades
Economias - Esgoto 259.067 unidades

Dados: Abril de 2020.

transparência