Cesama - água é vida

Newsletter

Receba todas as novidades da Cesama.

 

Serviços

 

Publicado em: 15/01/18

Cesama alerta para problemas causados pelo lançamento indevido de água de chuva nas redes de esgoto

Cesama alerta para problemas causados pelo lançamento indevido de água de chuva nas redes de esgoto

 

A partir desta terça-feira, 16, a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) iniciará um trabalho de conscientização no Bairro Bandeirantes sobre o uso correto das tubulações de esgoto, dando enfoque aos problemas causados pelo descarte de águas pluviais nessas redes. O objetivo da companhia, além de evitar transtornos para os usuários, é preservar o sistema de esgotamento sanitário do bairro, que foi remodelado nos últimos dois anos, em um investimento de mais de R$ 1,8 milhão.

“Fizemos um grande trabalho no Bairro Bandeirantes em 2016 e 2017, quando foram trocados 4.035 metros de redes de esgoto, beneficiando 13 ruas. As ocorrências de obstrução de rede e rompimentos foram praticamente zeradas, porém, estamos tendo outros tipos de reclamações agora: extravasamento de poços de visitas (PVs), que dão acesso a redes, e caixas de inspeção, podendo ocorrer retorno para as casas. Isso se deve à contribuição de águas de chuvas, provenientes de calhas e telhados dos imóveis, pois as redes de esgoto não foram projetadas para receber esse volume extra. Todo o sistema que foi renovado pode ser prejudicado com esta ação, que é irregular”, explica o diretor técnico-operacional da Cesama, Márcio Augusto Pessoa Azevedo.

O Regulamento dos serviços públicos de Água e Esgoto (RAE) da companhia prevê, em seu artigo 10, a proibição do lançamento de águas pluviais em rede coletora de esgoto, sendo a prática considerada uma infração passível de multa (artigos 99 e 100 do mesmo regulamento). A intenção da Cesama é desenvolver o trabalho de conscientização, neste primeiro momento, para que os usuários adaptem os sistemas de seus imóveis, fazendo com que o descarte de águas de chuvas seja feito nas redes pluviais, por meio das bocas de lobo. Posteriormente, a ideia é estruturar um trabalho em conjunto com a Secretaria de Atividades Urbanas para fiscalizar quais imóveis ainda não se adequaram.

O diretor explica que, quando o lançamento de águas de chuva é feito diretamente nas redes de esgoto, dentre os diversos transtornos, prejudica o funcionamento das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs): “Em Juiz de Fora, ainda há uma quantidade significativa de redes mistas, que eram utilizadas antigamente, quando não havia esta preocupação. A Cesama tem substituído essas redes, já fazendo a separação entre as tubulações de esgoto e de águas pluviais. Isso é imprescindível para que o tratamento do esgoto ocorra sem problemas. Se começar a chegar um volume grande de água de chuva nas ETEs, todo o processo fica comprometido”.

*Informações com a Assessoria de comunicação da Cesama pelo telefone 3692-9179.


 

Imagens


 
 

+ novidades

 
 
 
 

>> Intranet

© 2010 - Cesama - Todos os direitos reservados . Termos de Uso

ato.interativo - agência web